Postar resposta

Alerta: este tópico não recebe novas postagens à pelo menos 120 dias.
A não ser que você esteja certo que quer responder, por favor, considere criar um novo tópico.
Nome:
Email:
Assunto:
Tags:

Seperate each tag by a comma
Ícone de mensagem:

Anti-spam: complete the task

atalhos: pressione alt+s para enviar ou alt+p para pré-visualizar


Resumo do Tópico

Enviado por: balard
« Online: Abril 14, 2016, 06:35:48 pm »

Eu tenho o alternity starcraft :)33
Enviado por: Khelben_Arunsun
« Online: Abril 14, 2016, 04:57:59 pm »

Se tem um sistema antigo que eu adoro, e não sei pq não emplacou, é o Alternity, da TSR.  Gostava muito do conjunto de regras, adaptabilidade, e dos cenários "principais" (o Star Drive - Space Opera, e o Dark Matter - terror)
Enviado por: guarana
« Online: Abril 14, 2016, 04:29:08 pm »

Voltei  :guerra:

Alguém pode falar sobre o RPG de Star Wars da Fantasy Flight Games?
Enviado por: balard
« Online: Abril 12, 2016, 01:29:53 pm »

O savage World é bem legal, mas me irrita muito as perícias dele. Além de serem mal distribuídas, vc ter um atributo d12 e não ter a perícia vc vai rolar tão bem quando quem tem o atributo d4... Preferia q fossem perícias binárias q nem D&D. Se vc tem ganha um bonus X, se não tiver rola normal(ou com penalidade para coisas bizarras)
Enviado por: Kieran
« Online: Abril 12, 2016, 01:23:57 pm »

Para se ter o equilíbrio tem que conhecer bem o sistema e selecionar o que usar ou não usar... aplicar tudo é complicado, pois o jogo fica travado.

Acho que a maioria das frustrações de jogadores e mestres com sistemas é por conta disso, de querer usar o sistema sem adaptar para a sua realidade ou de tentar utilizar um sistema para uma proposta na qual ele não é adequado.

No caso do GURPS, ele foi feito para ser genérico e realista. Num mundo de fantasia high-level, onde quase tudo é mágico, existem sistemas que se propõem a serem mais interessantes. No caso de supers, existe outro, e por ai vai. Para cada proposta, você provavelmente vai achar um conjunto de regras que torna a sua experiência mais rica e emocionante.

Pra mim, um sistema com o qual eu tenho afinidade é o Savage Worlds. Ele é simples, é ágil, é dinâmico. A idéia de ter dados maiores ao invés de bônus é interessante ao meu ver. O sistema de perícias (você nunca pode ter um dado de perícia maior que o próprio dado de atributo) também satisfaz bastante. E não se enganem, eu gosto de combates de D&D, mas muitas vezes e muitas situações, o combate em si é só um pequeno pedaço da brincadeira e não dá pra perder muito tempo com ele.

Outro sistema simples, que funcionou bem no caso do PbF foi o Might Blade que o Zanard usou numa mesa aqui. Não posso reclamar, o conjunto de regras (pouquíssimas páginas) serviu bastante bem para o propósito.
Enviado por: balard
« Online: Abril 12, 2016, 01:12:27 pm »

Um sistema bem interessante pra cyberpunk ou pós apocalise é o do Warhammer 40k, mas ninguém conhece
Enviado por: Gun_Hazard
« Online: Abril 12, 2016, 01:05:48 pm »

CyberPunk 2020

O cenário na minha opnião é ótimo, o sistema, para que o cenário pede é bem casado.

Mas também cai no problema 8 ou 80 ou você tem grama para comprar equipamento de ponta, se prepare para sofrer um pouco.

Tudo bem que isso é caracteristica do cenário. "Todo mundo pode morrer a qualquer instante, você ter um equipamento melhor só te garante uns minutos a mais que o outro cara".

Se você for fazer um combate mano-a-mano, braço-a-braço, o cara todo implantado leva vantagem, exceto se a diferença de treinamento for muito grande.

Num combate a curta distancia com pistolas, uma pistolinha-mata-rato e um canhão-charles-bronson, tem poucas chances.

Num combate armas automáticas contra pistolas ou escopetas, é certeza de morte para os não automáticos.

Num combate de automáticas calibres baixos como submetralhadoras, contra fuzis, o dano absurdo dos fuzis faz voce precisar de 3 vezes mais submetralhadoras...

Os calculos de caralhadas de dano para um único disparo de fuzil, menos blindagem, mas o fato de que vários disparos atingem o alvo e tem de ser jogados individualmente o dano e subtraido a blindagem, some isso ao jogador ter se escondido aatrás de um carro que também tem sua blindagem, fazem os calculos diminuirem o ritmo de jogo.

Se você tem uma blindagem boa pistolas não te afetam em nada, mas fuzis levam uma ou duas rodadas a mais para pereirar você.

Então é assim, $equiamento$ defini o vencedor em 75% das vezes, sorte em 5% e uma boa estratégia em 25%.

É a caracteristica do cenário (é é bem realista digasse de passagem), mas não é nem de longe aquele tiroteio romántico como o Bullet-ballet de John Woo...


Comparando com outros:
CP2020 x GURPS.
- GURPS seus personagens ficam mais customizados.
- Dependência de $Equipamentos$ é quase igual, lembrando que algumas vantagens podem ser emuladas com $equipamentos$ em vez de pontos de personagens.
- CP2020 tem regras mais diretas para cituações especificas do tiroteio de Cyberpunk.
RESUMINDO:
CP2020 é lindo para tiroteios de velho oeste selvagem, uma vez que blindagens e armas automáticas não existem por lá.
Enviado por: Gun_Hazard
« Online: Abril 12, 2016, 12:40:37 pm »

Completando sobre GURPS.

Certa vez peguei o Martial Arts (3 edição ainda) e fiz um combate entre dois jogadores com direito ao combate completo como é possível no livro.

Ficou show de bola, mas uma luta demorou 40 minutos com todas as nuances.

Se você quer batalhas rápidas tem que ignorar muita coisa, como por exemplo, a penalidade por ferimento...

A mesma  coisa sistema de armas de fogo, é um dos mais completos, com inclusive o tempo de recarga para revolveres e escopetas diferenciado, por munição. é aquela coisa do tipo acabou a munição saca a arma reserva ou se esconde atrás de uma parede BEM GROSSA e pede cobertura dos colegas, pois vai levar um tempinho recarregando tudo. Enquanto isso chumbo voa prá todo lado.

Numa comparação, enquanto outros sistemas é "Resident Evil 2", GURPS é "Resident Evil OutBreak"... tem quem gosta, mas é outro estilo, bem mais puxado para o realismo que pode frustrar ou alegrar... 8 ou 80, sem meio termo.


Para se ter o equilíbrio tem que conhecer bem o sistema e selecionar o que usar ou não usar... aplicar tudo é complicado, pois o jogo fica travado.
Enviado por: AlexBarros
« Online: Abril 12, 2016, 08:21:30 am »

Shadowrun tem realmente um cenário muito louco! Só joguei uma sessão com meu grupo antigo, mas realmente é muito trabalhoso fazer a ficha.
Esse é outro exemplo em que o GURPS Fantasy + Cyberpunk seria uma boa pedida.

E para toda a ambientação usa o Shadowrun.

Para ser diferente, alguém já jogou o Ars Magica e Innomine? Queria saber mais sobre eles.
Enviado por: balard
« Online: Abril 12, 2016, 12:43:57 am »

@Gun Acho q é mais pra "Praticamente nenhuma partida de RPG é pra ser realista" :)

@Jerry o nome desse jogo é Dread

Eu curto muito Shadowrun(tudojunto), apesar de achar todas as versões do sistema bem ruins. Ele melhora com o passar das edições, mas ainda continua a pior coisa. Sistema complicado de montar PC. cheio de detalhes pra jogar, e não é melhor q GURPS ^^

Recomendo o jogo, o cenário é muito foda, e o sistema é bem jogável. Se ficou sem grupo, recomendo fortemente o jogo pra PC que saiu a uns anos atrás e ainda tem ganho umas expansões. O boardgame tb é bem legal.
Enviado por: Jerry12345
« Online: Abril 11, 2016, 11:27:08 pm »

Tem um sistema indiezão pra RPG de terror que em vez de dados usa uma torre de jenga. Fez uma ação que o mestre considere difícil, tira uma peça e põe no topo, derrubou a torre? Morreu

Falaram de cyberpunk eu lembrei. Me convidaram pra uma mesa de Shadow Run que não foi pra frente, eu curti bastante o cenário, mas não cheguei a ler sobre o sistema alguém já jogou?
Enviado por: Gun_Hazard
« Online: Abril 11, 2016, 10:53:40 pm »

Mas nem toda partida de RPG é prá ser realista.

Tinha até a piada: "GURPS é mais realista que a realidade!"
Enviado por: balard
« Online: Abril 11, 2016, 03:28:51 pm »

Acho q GURPS funciona bem melhor q outros se vc está querendo justamente uma parada bem realista.
Enviado por: AlexBarros
« Online: Abril 11, 2016, 03:20:03 pm »

Depois dessa resenha do Gun fico até sem graça em falar alguma coisa sobre GURPS.

Mas é um sistema que eu gosto muito justamente por ser genérico. Mas existem tantas regras e para tudo que realmente se não for filtrado fica praticamente impraticável.

Joguei Fantasy, Supers e Cyberpunk (este para mim a melhor ambientação).

O que para meu gosto ficaria:

Fantasy  perde para o D&D
Supers   perde para o M&M

Existem alguns que dizem que o GURPS Cyberpunk perderia para o Cyberpunk 2020.

Quanto a sistema de Horror e Terror mais realista eu gosto do Trevas (que o Gun me perdoe)
Enviado por: Gun_Hazard
« Online: Abril 10, 2016, 06:17:15 am »

GURPS é lindo quando você lê. É  lindo quando você planeja uma história.

Mas também  Pode ser dececionante se não tiver todo mundo na mesma pegada.

Parte disso eu evitava várias  vezes com fichas prontas.

O fato dele ser genérico demais é  bom, mas também uma armadilha.

Minha dica é o tempo que você  gasta imaginando , gaste parte filtrando quais perícias, vantagens, desvantagens e regras você  vai usar, quais vai simplificar e quais ignorar. Tipo listinha mesmo.

Este problema ficou muito maior na quarta edição. Sem esta pré lista a confusão  é  quase certa devido a quantidade de opções  disponíveis.

Exemplo. Uma aventura de supers dark ter um clone do goku. Só porque as regras "deixam"...


Umas aventuras que fiz de GURPS BlackOps. Eu tinha que simplificar algumas regras. E usar as mais complexas em ocasiões especiais. Com combates simples para batalhas triviais e combates complexos para os momentos de maior clímax.

Outro exemplo  é  Fazer uma lista resumida com apenas 15 perícias para um aventura de fantasia medieval.

O problema como o Balard disse é  que quase sempre você  já  encontra um sistema já  pronto para fazer a mesma coisa.

Por exemplo. O sistema de tiroteio do GURPS é  quase perfeito. Mas recentemente achei o savage worlds que permite um jogo mais rápido com foco mais proximo de filmes de ação que o GURPS.

Mas na minha opinião para jogos mais realistas como jogos de terror, ou jogos com foco em lutas individuais, por exemplo, ele ainda é  Minha primeira opção.
M&D